terça-feira, 31 de julho de 2012

Réstias de cebolas

Olááááááá!!!!

Regra geral, todos os anos os meus pais semeiam cebolas numa cantinho do quintal, esperam que cresça e depois plantam o que eles aqui chamam de "cebolo".

Passados uns meses (não sei quanto tempo é), as cebolas já estão prontas para arrancar e então é a minha vez de fazer alguma coisa: a minha calha-me a parte de enrestar as cebolas, como a minha mãe diz.
É algo que adoro fazer pois trata-se de ir fazendo tranças com as cebolas :-)

Aqui vos mostro fotos que tirei, enquanto ia enrestando as cebolas.


Foto pessoal - Cebolas acabadas de apanhar e um bocadinho do meu pé direito ;-)




Foto pessoal - 1º Passo: começo por atar 3 cebolas 




Foto pessoal - vou colocando cebolas e vou entrançando





Foto pessoal - aqui é mais visível as partes verdes dos "canos" das cebolas divididos em três





(Foto Pessoal - a réstia quase pronta)




(Foto pessoal - a simetria existente)




Foto pessoal - o meu pai a segurar numa réstia (são pesadas)




Foto pessoal - a parte detrás de uma réstia. Nesta vê-se bem a trança ;-)



15 comentários:

  1. Agora fizeste-me matar saudades do tempo em que vivi na aldeia. Na casa dos meus avós também se fazia isso...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bom que o meu post te ajudou a matar um pouco as saudades do tempo em que viveste na aldeia. Acho que os nossos avós das aldeias deviam todos fazer réstias ;-)

      Eliminar
  2. Adoro ver as réstias penduradas!
    Tá um trabalho muito bonito!

    Beijos/ A Mãe

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada,
      vou só ali buscar um lençol pois fiquei toda babosa com o teu comentário :-)
      Beijinhos.

      Eliminar
  3. Olá Cristinix !
    Fizeste-me lembrar as minhas férias de miuda no Norte, adorava ver a minha avo a fazer isto... Que giro !
    Beijokinhas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enquanto eu as fazia, a minha mãe também dizia que lhe fazia lembrar a mãe dela, ou seja a minha avó. Mas a minha mãe diz que já não é capaz de as fazer, que se esqueceu e aquele entrançamento todo faz-lhe realmente confusão na cabeça, lol.
      Beijinhos também pour toi :-)

      Eliminar
  4. Gostei imenso de ver como se faziam!Bom trabalho!
    xx

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma coisa que gosto muito de fazer. E faz-se num instante. Obrigada pelo elogio.
      Bjinhos.

      Eliminar
  5. Espetáculo, eu também apanhei as minhas e lembrei-me do belo do entrançado mas não sei fazer (eu tentei, juro) ...
    Para o ano venho aqui ver as fotos de como se faz e juro que tento com mais afinco.
    Bjs

    ResponderEliminar
  6. É fácil Taralhoca: é como se estivesses a fazer uma trança no cabelo. Se estivesses perto de mim, fazíamos as duas :-)
    Vais ver que para o ano te saiem todas bonitas ;-)
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  7. Que engraçado, uma trança gira e natural. ahahah

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo: uma trança natural! E bem gira ;-)

      Eliminar
  8. que giro, quando tiver a minha horta vou por esta dica em prática :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Faz isso *C*, faz réstias de cebolas, além de ficar giro, ocupa menos espaço e as cebolas estragam-se menos porque não estão umas em cima das outras.
      Beijinho.

      Eliminar
  9. E ficou muito bem feita, no fim também atas para dar para pendurar, certo?

    ResponderEliminar