quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Até arrepia...

Hoje uma vizinha e colega de trabalho viu-me na escola e disse-me que tinha falecido mais um vizinho nosso. Parece que há pouco tempo faleceu a vizinha por cima dela. Estava doente: cancro. Tinha cinquenta e tal anos...
 
Ontem faleceu um dos vizinhos do 5º andar. Fiquei meio em estado de choque: um senhor de quarenta e poucos anos, parecia andar bem, partiu uma costela, foi para o hospital e em dois, três dias morreu. Foi ontem o funeral. Como é que é possível? De um dia para o outro ...
 
Ultimamente só se ouve falar de pessoas relativamente novas, na casa dos 40 anos, a morrer. Esta semana faleceu um tio de uma colega minha. Tinha 48 anos. Motivo: ataque cardíaco.
 
Cada vez mais faz sentido pensarmos que devemos aproveitar da melhor forma o momento presente. O futuro, é o futuro. Será que chegaremos lá?


8 comentários:

  1. Eu gosto de pensar que sim, mas só por via das dúvidas não vou deixando coisas por fazer ;)

    Infelizmente essas situações são bastante frequentes, mas eu digo-te que pela minha experiência o mais provável é que vivas até aos 95 anos ;)

    Beijinhos e boa noite :D

    ResponderEliminar
  2. Estamos no presente temos de tentar aproveitar de facto o futuro só a Deus pertence,bjinhos

    ResponderEliminar
  3. Cada vez mais dou comigo a reflectir sobre este assunto...assusta-me...assusta-me sobretudo a ideia de não poder aproveitar todos os momentos junto dos que me são tão queridos e o facto de não os poder ver mais...assusta-me pensar que, de um momento para o outro, a qualidade de vida que possamos ter nos seja "roubada" desta forma tão cruel...

    Chego à conclusão que, cada vez mais, devemos dar o máximo valor aos nosso bens morais, à nossa família, amigos e, principalmente, ao nosso bem estar físico e psicológico, porque quando a saúde falta, tenho a certeza de que, a crise de que tanto se fala, passa para segundo plano e a verdadeira "crise" instala-se e destrói no nosso coração...o que é bem pior do que a nossa carteira.

    Beijinho,

    http://la-coquetterie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostei muito da tua opinião. concordo com ela a 100%. A falta de saúde é sim, a verdadeira crise!

      Beijinho.

      Eliminar
  4. É verdade!
    A minha mãe toda a vida me disse: "De um momento para o outro não somos nada!".
    E é bem verdade!
    Uma coisa que eu prezo muito é a saúde. E faço por mantê-la para sempre.
    Claro que não sabemos o que nos pode aparecer amanhã (que o diabo seja cego, surdo e mudo), mas há que prevenir também!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há que prvenir, concordo contigo, mas Às vezes a vida atraiçoa-nos. Infelizmente!

      Eliminar
  5. "O futuro é hoje"!
    Temos obrigação de saborear o presente...
    xx

    ResponderEliminar